My Items

I'm a title. ​Click here to edit me.

Hábitos saudáveis para o Verão

Hábitos saudáveis para o Verão

A maioria de nós tem estado em quarentena durante estes últimos meses do ano. Esta foi uma oportunidade para alguns de melhorar a sua saúde e bem-estar. Para outros, significou uma redução do exercício, encomendar mais comida, e ver Netflix. Hábitos saudáveis para o Verão A maioria de nós tem estado em quarentena durante estes últimos meses do ano. Esta foi uma oportunidade para alguns de melhorar a sua saúde e bem-estar. Para outros, significou uma redução do exercício, encomendar mais comida, e ver Netflix. Agora, nos meses de verão, temos a oportunidade de emergir das nossas casas e autoisolamento e pensar sobre a saúde novamente. Mas, com a variante Delta do coronavírus agora a espalhar-se em muitos países, não é certo quanto tempo isto irá durar. Com isto em mente, recomendamos fazer tudo o que for possível para desfrutar deste Verão, e recuperar a sua saúde na medida do possível. Os seguintes hábitos irão ajudá-lo a si e ao seu sistema imunitário a preparar-se para o Outono. 1. Coma bem A sua dieta é a base de uma boa saúde e bem-estar. Ajuda a manter um peso saudável e protege contra doenças cardíacas, diabetes e cancro. Concentre-se em comer uma variedade de alimentos nutritivos todos os dias: As frutas e vegetais frescos devem estar incluídos pelo menos 5 vezes por dia. Os grãos integrais têm um elevado teor de fibras e são úteis para as bactérias intestinais que combatem a inflamação. Os grãos e leguminosas incluem zinco, que está ligado a uma melhor função imunitária. Fontes saudáveis de proteínas, tais como carnes magras, peixe, frutos secos, sementes e lentilhas, devem ser incluídas na sua dieta. Alimentos fermentados como iogurte, kefir, pickles e kimchi têm bactérias probióticas que podem melhorar a sua saúde intestinal e impulsionar o sistema imunitário. 2. Hidrate-se É importante beber mais água durante o Verão e manter o seu corpo hidratado. Siga algumas das seguintes dicas da WebMD para beber mais água: Leve consigo uma garrafa de água reutilizável para encher ao longo do dia; Tente planear certos momentos do dia para beber um copo, como ao acordar, em cada refeição, e antes de se deitar; Deixe de lado as bebidas açucaradas. 3. Mexa-se A atividade física regular torna o seu coração, pulmões, músculos e ossos mais fortes. Torna-o menos suscetível de contrair doenças crónicas como o cancro e as doenças cardíacas. O exercício também pode ajudar a perder algum peso. No caso de ter deixado de lado o exercício durante a quarentena, algumas das seguintes dicas sugeridas pela WebMD podem ajudá-lo: Se já passou algum tempo desde a última vez que fez exercício, comece com um exercício de baixa intensidade, como uma caminhada de 15 minutos, e aumente progressivamente a atividade ao longo do tempo. Experimente algumas atividades em casa/na vizinhança, tais como jogging ou andar de bicicleta. Antes de ir para o ginásio, verifique primeiro os seus protocolos de segurança. É importante desfrutar do exercício. É mais provável que continue a exercitar se se sentir bem. Encontre um exercício que lhe agrade no momento, e faça tudo o que estiver ao seu alcance para o continuar e evoluir ao longo do tempo. 4. Mantenha a sua pele segura Apesar de desfrutar do exterior ter muitos benefícios para o nosso humor e corpo, é importante cuidarmos da nossa pele. A WebMD recomenda: Evite queimaduras solares e pele irritada: Proteja-se no exterior se o sol estiver particularmente quente com um chapéu ou lenço. Aplique protetor solar com pelo menos 30 SPF no seu rosto. Carregue um frasco extra de protetor solar na sua bolsa ou mochila. 5. Mantenha as coisas limpas Embora o risco de apanhar COVID-19 ao tocar numa superfície seja baixo, ainda é uma boa ideia limpar regularmente certas zonas da sua casa e equipamento pessoal. Limpe áreas que são tocadas frequentemente como puxadores de gavetas, interruptores de luz, e maçanetas da porta uma vez por dia e depois das suas visitas deixarem a sua casa. Use o produto certo para cada superfície. Limpe regularmente o seu telefone, o teclado do seu computador e tablet. 6. Mantenha-se a par das informações sobre a pandemia É importante manter os hábitos que o protegem a si e aos outros da COVID-19, bem como outros germes que o possam fazer adoecer. Desta forma, é importante: Usar uma máscara que cubra o seu nariz e boca nos ambientes apropriados. Lavar as suas mãos frequentemente com água e sabão. Cobrir a boca e o nariz quando espirrar ou tossir. Manter uma distância de segurança dos outros. Esperamos que se mantenha saudável e seguro neste Verão! Debene possui PROLACTON para apoiar o sistema imunitário e restaurá-lo após tratamentos com antibióticos. PROLACTON é uma formulação pré-biótica capaz de restaurar a microflora e proporcionar efeitos sinérgicos ao longo do trato gastrointestinal, melhorando assim o bom funcionamento digestivo. Fonte: Hábitos Saudáveis para o Verão Pós-Quarentena WebMD. 25 de Abril de 2021

Healthy Habits for the Summer

Healthy Habits for the Summer

Most of us have been in quarantine for the first part of the year. This was an opportunity for some to improve their health and wellness. For others, it meant a cutback in exercise, ordering more food, and watching Netflix. We now have an opportunity in the summer months to emerge from our homes and self-isolation and think about health again. But with the Delta variant of the coronavirus now spreading in many countries, it’s not sure how long this will last. With this in mind, we recommend doing everything possible to enjoy this summer, and recover your health as far as possible. The following habits will help you and your immune system prepare for the fall. 1. Eat Well Your diet is the foundation of good health and wellness. It helps to keep a healthy weight and protects from heart disease, diabetes, and cancer. Focus on eating a mix of nutritious foods each day: Fresh fruits and vegetables should be included at least 5 time per day. Whole grains have high fiber and it is helpful for your gut bacteria that fight inflammation. Beans and legumes include zinc, which is linked to better immune function. Healthy sources of protein, such as lean meats, fish, nuts, seeds and lentils, should be included in your diet. Fermented foods like yogurt, kefir, pickles and kimchi have probiotics bacteria that can improve your gut health and boost the immune system. 2. Stay Hydrated It is important to drink more water during summer and to keep your body hydrated. Use some of the following tips from WebMD to drink more water: Carry a reusable water bottle with you to fill throughout the day; Try planning certain times of day to have a glass, such as when you wake up, at each meal, and before bed; Skip sweetened drinks. 3. Get Active Regular physical activity makes your heart, lungs, muscles, and bones stronger. It makes you less likely to get long-term diseases like cancer and heart disease. Exercise could also help to lose some weight. In case you skipped the exercising during the quarantine, some of the following tips suggested by WebMD could help: If it’s been a while since you’ve worked out, start with a low-key exercise, like a 15-minute walk, and build up more activity over time. Try some home / neighbourhood activities such as jogging or bicycle riding. Before heading to the gym, check their safety protocols first. It is important to enjoy exercising. You are more likely to keep moving if it feels joyful. Find an exercise that suits you in the present moment, and do everything you can to continue it and evolve over time. 4. Keep your Skin Safe Even though being outside have a lot of benefits to our mood and body, it is important to take care of our skin. WebMD recommends: Avoid sunburn and irritated skin: Cover up outside if the sun is particularly hot with a hat, scarf of other cover. Apply sunscreen with at least 30 SPF to your face. Carry an extra tube of sunscreen in your purse or backpack. 5. Keep Things Clean While the risk catching COVID-19 from touching surface is low, it is still a good idea to regularly clean parts of your home and personal equipment. Clean high-touch areas like drawer handles, light switches, and doorknobs once a day and after you have guests in your home. Use the right product for each surface. Clean your phone, laptop keyboard and tablet on regular basis. 6. Keep up with Pandemic Information It is important to maintain the habits that protect you and others from COVID-19, as well as other germs that can make you sick. Therefore, it is important to: Wear a mask that covers your nose and mouth in the appropriate environments. Wash your hands often with soap and water. Cover your mouth and nose when you sneeze or cough. Keep a safe distance from others. Wishing you to stay healthy and safe this summer! Debene carries out PROLACTON to support the immune system and restore it after antibiotic treatment. PROLACTON is a prebiotic formulation capable of restoring microflora and providing synergistic effects along the gastrointestinal tract improving proper digestive functioning. Source: Healthy Habits for Your Post-Quarantine Summer WebMD. 25 April 2021

As 8 Dimensões do Bem-estar: desenvolver hábitos positivos para reforçar o nosso bem-estar individua

As 8 Dimensões do Bem-estar: desenvolver hábitos positivos para reforçar o nosso bem-estar individua

Quando falamos de bem-estar, normalmente pensamos em saúde física, nutrição, exercício e controlo de peso. Mas o bem-estar é muito mais do que isso. O termo bem-estar vai para além do físico, abrangendo o bem-estar mental e espiritual. Isto significa que é preciso cuidar do corpo, mas também investir na mente e nutrir o espírito. Debbie L. Stoewen é uma profissional da educação e especialista em bem-estar. É uma empresária, e facilitadora, empenhada em fazer avançar a saúde e o bem-estar das pessoas nos diversos campos da indústria, do mundo académico e da sociedade civil. Segundo Debbie, o bem-estar engloba oito dimensões mutuamente interdependentes: física, intelectual, emocional, social, espiritual, vocacional, financeira e ambiental. Estas são: 1. Dimensões Físicas Cuidar do seu corpo para se manter saudável agora e no futuro 2. Dimensões Intelectuais Crescer intelectualmente, mantendo a curiosidade sobre tudo o que há para aprender, valorizando a aprendizagem ao longo da vida, e respondendo positivamente aos desafios intelectuais Expandir conhecimentos e competências enquanto descobre o potencial para partilhar os seus dons com outras pessoas 3. Dimensões Emocionais Compreender e respeitar os seus sentimentos, valores e atitudes Apreciar os sentimentos dos outros Gerir as suas emoções de uma forma construtiva Sentir-se positivo e entusiasmado com a sua vida 4. Dimensões Sociais Manter relações saudáveis, gostar de estar com os outros, desenvolver amizades e relações íntimas, cuidar dos outros e deixar que os outros se preocupem consigo Contribuir para a sua comunidade 5. Dimensões Espirituais Encontrar propósito, valor e significado na sua vida com ou sem religião organizada Participar em atividades que sejam consistentes com as suas crenças e valores 6. Dimensões Vocacionais Preparação e participação em trabalhos que proporcionem satisfação pessoal e enriquecimento da vida que sejam consistentes com os seus valores, objetivos e estilo de vida Contribuir com os seus dons, capacidades e talentos únicos para um trabalho que seja pessoalmente significativo e gratificante 7. Dimensões Financeiras Gerir os seus recursos para viver dentro dos seus meios, tomar decisões e investimentos financeiros informados, estabelecer objetivos realistas e preparar-se para necessidades ou emergências a curto e longo prazo Estar consciente de que os valores, necessidades e circunstâncias financeiras de todos são únicos 8. Dimensões Ambientais Compreender como o seu ambiente social, natural e construído afetam a sua saúde e bem-estar Estar consciente do estado instável do mundo e dos efeitos dos seus hábitos diários sobre o meio-ambiente Demonstrar o compromisso para com um planeta saudável". Ao olharmos para estas oito dimensões do bem-estar, torna-se claro o quanto da nossa vida é governada por hábitos. Em alguns casos, podemos até descrever hábitos como arquétipos: padrões de comportamento tão enraizados que não os podemos mudar facilmente. Quais são alguns hábitos que nos podem ajudar a abordar as 8 dimensões listadas por Stowen? Bem, isto cabe a cada um de nós determinar individualmente. Mas olhando para estas dimensões, podemos facilmente começar a desenvolver hábitos positivos para reforçar o nosso bem-estar individual. Por exemplo: 1. Dimensões Físicas Cuidar do seu corpo para se manter saudável agora e no futuro Hábito-alvo: Ter pelo menos 7 horas de sono ininterrupto Como: Desligar a TV, o telefone, o computador e as redes sociais às 21:00 Tomar um duche ou beber um chá para relaxar antes de dormir Ler ficção para relaxar antes de dormir Fechar as cortinas do seu quarto Assegurar que a temperatura ambiente se encontra adequada às suas preferências Hábito-alvo: Fazer uma caminhada de 30 minutos entre o seu local de trabalho e a sua casa Como: Criar o hábito de não levar trabalho para casa consigo Antes de chegar a casa e de se sentar no sofá, coloque os seus sapatos e roupa de caminhar onde os consiga ver Encontrar um lugar seguro e atrativo para caminhar Convidar alguém para caminhar consigo para ter alguma pressão dos colegas para cumprir o horário Passo a passo, desenvolva os seus próprios hábitos para promover o bem-estar. Só temos uma vida para viver: não há segundas chances. Fique bem e mantenha-se saudável! Fontes: Dimensões do bem-estar: Mude os seus hábitos, mude a sua vida Debbie L. Stoewen. Agosto de 2017

8 Dimensions of Wellness: developing positive habits to reinforce our individual wellness

8 Dimensions of Wellness: developing positive habits to reinforce our individual wellness

When we speak about wellness, people usually think of physical health, nutrition, exercise, and weight management. But wellness is so much more. The term wellness extends beyond the physical to mental and spiritual well-being. This means that you need to look after your body, but also engage your mind and nurture your spirit. Debbie L. Stoewen is an educational professional and wellness specialist. She is an entrepreneur, and facilitator, committed to advancing the health and welfare of people at the intersections of industry, academia, and civic society. According to Debbie, wellness encompasses eight mutually interdependent dimensions: physical, intellectual, emotional, social, spiritual, vocational, financial and environmental. These are: 1. Physical Dimensions Caring for your body to stay healthy now and in the future 2. Intellectual Dimensions Growing intellectually, maintaining curiosity about all there is to learn, valuing lifelong learning, and responding positively to intellectual challenges Expanding knowledge and skills while discovering the potential for sharing your gifts with others 3. Emotional Dimensions Understanding and respecting your feelings, values, and attitudes Appreciating the feelings of others Managing your emotions in a constructive way Feeling positive and enthusiastic about your life 4. Social Dimensions Maintaining healthy relationships, enjoying being with others, developing friendships and intimate relations, caring about others, and letting others care about you Contributing to your community 5. Spiritual Dimensions Finding purpose, value, and meaning in your life with or without organized religion Participating in activities that are consistent with your beliefs and values 6. Vocational Dimensions Preparing for and participating in work that provides personal satisfaction and life enrichment that is consistent with your values, goals, and lifestyle Contributing your unique gifts, skills, and talents to work that is personally meaningful and rewarding 7. Financial Dimensions Managing your resources to live within your means, making informed financial decisions and investments, setting realistic goals, and preparing for short-term and long-term needs or emergencies Being aware that everyone’s financial values, needs, and circumstances are unique 8. Environmental Dimensions Understanding how your social, natural, and built environments affect your health and well-being Being aware of the unstable state of the earth and the effects of your daily habits on the physical environment Demonstrating commitment to a healthy planet”. As we look at these eight dimensions of wellness, it becomes clear how much of our lives is governed by habits. In some cases, we can even describe habits as archetypes: patterns of behaviour that are so ingrained we cannot easily change them. What are some habits that can help us address the 8 dimensions listed by Stowen? Well, this is up to each of us to determine individually. But looking at these dimensions, we can easily start to develop positive habits to reinforce our individual wellness. For example: 1. Physical Dimensions Caring for your body to stay healthy now and in the future Target Habit: Getting at least 7 hours of uninterrupted sleep How: Turning off TV, telephone, computer and social media at 21:00 Taking a shower or drinking a tea to relax before bed Reading fiction to relax before bed Closing the blinds in your room Making sure the room temperature is suited to your preferences Target Habit: Taking a 30 minute walk between your office and home How: Make a habit of not taking work home with you Before getting home and sitting on the sofa, place your walking shoes and clothes where you will see them Find a safe and attractive place to walk Invite someone to walk with you to have some peer pressure to stick to the schedule Develop your own habits, step by step, to promote wellness. We only have one life to live: there are no second takes. Stay well and healthy! Sources: Dimensions of wellness: Change your habits, change your life Debbie L. Stoewen. August 2017

Menopausa

Menopausa

Ainda nos dias de hoje, a menopausa é um período na vida das mulheres sobre o qual se tem vergonha de falar. Talvez isto se deva a mitos e interpretações erradas, ou até mesmo a desinformação. Independentemente dos motivos, isto não ajuda as mulheres a viverem naturalmente o período da menopausa e a saberem o que esperar quando a menopausa começa ou como vivê-la mais confortavelmente. No artigo "As mulheres podem ter uma menopausa melhor", publicado no The New York Times, a Dra. Jen Gunter expressa os seus pensamentos sobre como as mulheres podem ter uma menopausa melhor. Ela escreve que “A menopausa tem sido tratada há muito tempo como uma pré-morte, uma metamorfose de uma mulher para uma idosa com o seu bilhete de saída já comprado. Isto porque o valor de uma mulher foi medido pela sua capacidade reprodutiva e por extensão pela sua feminilidade, tal como definida por um padrão estreito e misógino”. Segundo a Dra. Gunter, para fugir a interpretações erradas da menopausa, tais como "o fim da vida reprodutiva da mulher representa o fim da sua vida produtiva", a comunidade médica deveria fornecer às mulheres mais informação sobre o assunto: como as suas hormonas mudam nesta idade; o que elas devem esperar e; o que pode ser resolvido com tratamento médico. A Dra. Gunter expressa a importância do papel que os médicos desempenham no fornecimento da informação necessária às mulheres sobre a menopausa. É importante não só a informação que os médicos fornecem, mas também a sua atitude e a forma como interpretam a menopausa. De acordo com a Dra. Gunter, muitas mulheres sentiram que os seus médicos não podiam ou não queriam responder às suas perguntas sobre mudanças no seu corpo relacionadas com a menopausa dizendo "não é assim tão mau" "ou "isso faz parte de ser mulher". A Dra. Gunter descreve uma lacuna entre a interpretação da menopausa e a experiência real que as mulheres enfrentam durante o período da menopausa e a importância do conhecimento não só dos sintomas, mas também dos possíveis tratamentos comprovados e eficazes para muitos sintomas da menopausa. De acordo com a Dra. Jen Gunter, “A menopausa não é uma sentença de morte. Devemos dissipar a noção misógina de que o valor de uma mulher está ligado ao seu estrogénio e à sua idade. Em vez disso, devemos pensar na menopausa como uma nova fase da vida e o último período como apenas um marco no caminho. Quando as mulheres precisam de ajuda a ultrapassar os seus sintomas e as implicações da menopausa para a saúde, deve haver informação clara e não sexista e terapias comprovadas. A dada altura, obter ajuda para a menopausa não exigirá um ato de feminismo, mas isso nunca acontecerá se nos mantivermos em silêncio”. Para mais informações da Dra. Jen Gunter sobre a menopausa, por favor veja um vídeo sobre O que realmente acontece ao seu corpo durante a menopausa Fonte: As mulheres podem ter uma Menopausa melhor. Saiba como. The New York Times. 25 de Maio, 2021

Menopause

Menopause

Even these days, menopause is a period in women’s life about which women are ashamed to discuss. Maybe this is due to myths and misinterpretations, or to misinformation. Regardless of the reasons, this doesn’t help women live through the period of menopause naturally and to know what to expect when menopause starts or how to live through it more comfortably. In the article “Women Can Have a Better Menopause,” published in The New York Times, Dr. Jen Gunter expresses her thoughts on how women can have a better menopause. She writes that “Menopause has long been treated as a pre-death, a metamorphosis from a woman to a crone with her exit ticket already punched. This is because a woman’s worth was measured by her reproductive ability and by extension her femininity, as defined by a narrow, misogynistic standard”. According to Dr. Gunter, to escape wrong interpretations of menopause such as “the end of woman’s reproductive life represents the end of her productive life”, the medical community should provide women with more information about: how their hormones change in middle life; what they should expect and; what can be addressed with medical treatment. Dr. Gunter expresses the importance of the role that doctors play in providing the necessary information for women about menopause. It is important not only what information doctors provide, but their attitude and the way they interpret menopause. According to Dr. Gunter, many women felt that their doctors could not or would not answer their questions about changes in their bodies related to menopause saying “it isn’t that bad” “ or “that’s just part of being a woman.” Dr. Gunter describes a gap between interpreting menopause and the real experience women face during the period of menopause and the importance of the knowledge not only about the symptoms but the possible proven and effective treatments for many symptoms of menopause. According to Dr. Gunter, “Menopause isn’t a death sentence. We must dispel the misogynistic notion that a woman’s worth is tied to her estrogen and her age. Instead, we should think of menopause as a new phase of life and the last period as just one landmark along the way. When women need help navigating their symptoms and the health implications of menopause, clear, non-sexist information and proven therapies should be available. At some point getting help for menopause won’t require an act of feminism, but that will never happen if we stay silent”. For more information on menopause from Dr. Jen Gunter, please see a video on What really happens to your body during menopause Source Women Can Have a Better Menopause. Here’s How. The New York Times. 25 May 2021

Dia Mundial da Hipertensão Arterial 17 de Maio de 2021

Dia Mundial da Hipertensão Arterial 17 de Maio de 2021

Celebramos o Dia Mundial da Hipertensão na segunda-feira, 17 de Maio de 2021. Juntamente com a Liga Mundial de Hipertensão (WHL), convidamo-lo a prestar atenção às suas medidas de pressão arterial para se prevenir de doenças cardíacas ou derrame cerebral. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a hipertensão é uma tensão arterial alta ou elevada. É uma condição em que os vasos sanguíneos aumentam de forma persistente a pressão. A pressão arterial é criada pela força que o sangue exerce contra as paredes dos vasos sanguíneos (artérias) à medida que é bombeada pelo coração. Quanto mais alta for a pressão, maior o esforço que coração faz para bombear. A hipertensão é uma condição médica grave. É considerado um fator de risco para desenvolver doenças do coração, cérebro, rim ou outras. A Organização Mundial de Saúde fornece os seguintes factos relacionados com a hipertensão: 1,13 biliões de pessoas em todo o mundo sofrem de hipertensão 1 em cada 4 homens sofre de hipertensão 1 em cada 5 mulheres sofre de hipertensão Menos de 1 em cada 5 pessoas com hipertensão mantêm o problema sob controlo. Um facto delicado sobre a hipertensão é que muitas pessoas não notam quaisquer sintomas, e muitas vezes, não estão conscientes do problema. No entanto, existem alguns sintomas relacionados com a hipertensão que se podem sentir: Dores de cabeça matinais Sangramentos do nariz Ritmos cardíacos irregulares Mudanças na visão Zumbido nos ouvidos Falta de ar Corar Dor no peito Sangue na urina A melhor maneira de saber se tem hipertensão é medir regularmente a sua tensão arterial. Considera-se uma tensão arterial ideal de cerca de 120/80 mmHg. O primeiro número mostra a sua tensão arterial sistólica; o segundo é a tensão arterial diastólica. Segundo a Healthline, existem duas fases de hipertensão arterial: Fase 1: O número sistólico está entre 130 e 139 mmHg, ou o número diastólico está entre 80 e 89 mmHg. Fase 2: O número sistólico é de 140 mmHg ou superior, ou o número diastólico é de 90 mmHg ou superior. A Healthline recomenda as seguintes mudanças saudáveis de estilo de vida para controlar os fatores que causam hipertensão: Adotar uma dieta saudável incluindo frutas, vegetais, cereais integrais, proteínas magras como o peixe. Aumentar a atividade física. Manter um peso saudável. Gerir o stress com a ajuda de meditação, respiração profunda, massagem, relaxamento muscular, ou yoga. Adotar um estilo de vida mais puro, tentando deixar de fumar ou reduzir o consumo de álcool. Debene oferece CHO LEVEL e TENSO LEVEL. CHO LEVEL é um suplemento alimentar que oferece uma maneira natural de reduzir os riscos causados pelo colesterol elevado no sangue. O CHO LEVEL usa três ingredientes para controlar os níveis de colesterol: EXTRATO DE FOLHA DE OLIVEIRA, VITAMINA C e VITAMINA E. O TENSO LEVEL é um suplemento alimentar concebido para reduzir a pressão arterial elevada e a hipertensão. O ingrediente ativo do TENSO LEVEL é EFLA 943. É um extrato da folha da Oliveira que tem demonstrado reduzir a hipertensão em uma série de ensaios clínicos. Não se esqueça de medir a sua pressão arterial regularmente e manter-se saudável. Fontes: Tudo o que precisa de saber sobre tensão arterial elevada (hipertensão arterial) Healthline. 17 de Junho de 2021 Hipertensão arterial Organização Mundial de Saúde. Dia Mundial da Hipertensão Arterial 17 de Maio de 2021 Liga Mundial de Hipertensão.

World Hypertension Day 17 May 2021

World Hypertension Day 17 May 2021

We celebrate World Hypertension Day on Monday, 17 May 2021. Together with the World Hypertension League (WHL), we invite you to pay attention to your blood pressure measures to prevent yourself from heart diseases or stroke. According to the World Health Organization, hypertension is a high or raised blood pressure. It is a condition in which the blood vessels have persistently raised pressure. Blood pressure is created by the force of blood pushing against the walls of blood vessels (arteries) as it is pumped by the heart. The higher the pressure, the harder the heart has to pump. Hypertension is a serious medical condition. It is often a risk factor to develop heart, brain, kidney, or other diseases. The World Health Organisation provides the following facts related to hypertension: 1.13 bln people worldwide have hypertension 1 in 4 men have hypertension 1 in 5 women have hypertension Less than 1 in 5 people with hypertension have the problem under control. The tricky fact about hypertension is that many people having it do not notice any symptoms, and very often, they aren’t aware of the problem. However, people may feel the following symptoms related to hypertension: Early morning headaches Nosebleeds Irregular heart rhythms Vision changes Buzzing in the ears Shortness of breath Flushing Chest pain Blood in the urine The best way to find out if you have hypertension is to test your blood pressure regularly. An ideal blood pressure is considered to be around 120/80 mmHg. The first number shows your systolic blood pressure; the second is diastolic blood pressure. According to Healthline, there are two stages of hypertension: Stage 1: The systolic number is between 130 and 139 mmHg, or the diastolic number is between 80 and 89 mmHg. Stage 2: The systolic number is 140 mmHg or higher, or the diastolic number is 90 mmHg or higher. Healthline recommends the following healthy lifestyle changes to control the factors that cause hypertension: Developing a healthy diet including fruits, vegetables, whole grains, lean proteins like fish. Increasing physical activity. Reaching a healthy weight. Managing stress with the help of meditation, deep breathing, massage, muscle relaxation, or yoga. Adopting a cleaner lifestyle by trying to quit smoking or reducing alcohol intake. Don’t forget to measure your blood pressure regularly and stay healthy. Debene carries out TENSO LEVEL and CHO LEVEL to prevent from high blood pressure and high blood cholesterol. More about the products: TENSO LEVEL is a food supplement designed to reduce high blood pressure and hypertension. The active ingredient of TENSO LEVEL is EFLA 943. This is an extract of olive leaf that has been shown to reduce hypertension in a series of clinical trials. CHO LEVEL is a food supplement that offers a natural way to reduce the risks caused by high blood cholesterol. CHO LEVEL includes: OLIVE LEAF EXTRACT, VITAMIN C and VITAMIN E. Sources: Everything you need to know about high blood pressure (hypertension) Healthline. 17 June 2021 Hypertension World Health Organisation. World Hypertension Day May 17, 2021 World Hypertension League.

Menopausa: Como lidar?

Menopausa: Como lidar?

A menopausa é uma fase na vida da mulher quando esta deixa de ter ciclos menstruais e deixa de ser possível engravidar naturalmente. É causada por um processo natural que ocorre à medida que os ovários envelhecem e produzem menos hormonas reprodutivas. A menopausa faz parte do envelhecimento natural e está relacionada com o declínio dos níveis de estrogénio da mulher. Geralmente ocorre entre os 45 e 55 anos de idade, mas pode ocorrer fora desta faixa etária. A idade média da menopausa é 51 anos, mas aproximadamente 1% das mulheres atingem a menopausa antes dos 40 anos de idade. A menopausa consiste geralmente em três fases: Perimenopausa. A perimenopausa ocorre antes da menopausa e é uma fase em que as hormonas da mulher começam a alterar-se devido à preparação para a menopausa. Este período pode durar de vários meses até vários anos. Uma mulher pode apresentar os seguintes sintomas durante a perimenopausa: os ciclos menstruais podem tornar-se irregulares, os ciclos podem ser tardios, o fluxo menstrual pode tornar-se mais pesado ou mais leve. A menopausa começa quando uma mulher fica sem ciclo menstrual durante um ano. Alguns dos sintomas comuns para a maioria das mulheres incluem: afrontamentos, suores noturnos, secura vaginal, dificuldade em dormir, falta de sentido de humor ou ansiedade, diminuição do desejo sexual, problemas de memória e concentração, aumento de peso, pele seca, dores de cabeça, ritmo cardíaco acelerado, aumento do crescimento dos pelos em áreas do corpo, tais como: rosto, pescoço ou peito. A pós-menopausa é um período que começa depois de se ter atingido a menopausa. A maioria das mulheres que estão a passar pela menopausa precisam geralmente de consultar o seu médico para obter ajuda e lidar com os sintomas causados pela menopausa. Contudo, de acordo com a Healthline, os seguintes tratamentos caseiros e mudanças no estilo de vida poderiam ajudar a lidar com os sintomas causados pela menopausa: Manter-se fresco e confortável. Vestir roupa larga e em camadas, especialmente durante a noite e durante o tempo quente ou imprevisível. Isto pode ajudar a lidar com os afrontamentos. Manter o seu quarto fresco e evitar cobertores pesados durante a noite também pode ajudar a reduzir suores noturnos. Se tiver regularmente suores noturnos, considere usar um lençol impermeável debaixo da sua roupa da cama para proteger o seu colchão. Exercite e regule o seu peso. Reduza o consumo calórico em 400 a 600 calorias para ajudar a regular o seu peso. Também é importante exercitar moderadamente durante 20 - 30 minutos por dia. Irá contribuir para o aumento da energia, promovendo uma melhor noite de sono, melhorar o humor e contribuir para o seu bem-estar em geral. Expressar as suas necessidades. Falar com um terapeuta ou psicólogo sobre quaisquer sentimentos de depressão, ansiedade, tristeza, isolamento, insónia, e alterações na identidade. Suplementar a sua dieta. Tome suplementos de cálcio, vitamina D e magnésio para ajudar a reduzir o seu risco de osteoporose e melhorar os níveis de energia e o sono. Praticar técnicas de relaxamento. Pratique técnicas de relaxamento e respiração, tais como yoga e meditação. Cuidar da sua pele. Aplicar hidratantes diariamente para reduzir a pele seca. Deixar de fumar. Parar de fumar e evitar a exposição passiva ao fumo. A exposição ao cigarro pode agravar os seus sintomas. Debene oferece a linha LIBIFEME de produtos que proporcionam uma forma segura, saudável e eficaz de apoiar o bem-estar íntimo de cada mulher. A linha LIBIFEME inclui os seguintes produtos: LIBIFEME. É especialmente concebido para mulheres que têm menos prazer, ou até mesmo nenhum prazer, durante momentos íntimos, devido à redução ou falta de lubrificação vaginal. Contém ingredientes ativos, tais como: Assa-fétida, Alcaparra, Vitaminas C & E. LIBIFEME MENO 50 PLUS é especialmente concebido para mulheres que sofram de um desconforto íntimo sempre crescente, devido à redução ou falta de lubrificação vaginal devido à menopausa. Os comprimidos LIBIFEME Meno 50+ contêm extratos naturais de plantas que melhoram o fluxo sanguíneo e a sensibilidade na zona genital e sendo ricos em fontes naturais de fitoestrogénios, melhoram a tonicidade e a hidratação das membranas mucosas e da pele, reduzindo eventualmente os sintomas da menopausa. Contém ingredientes ativos, tais como: Linhaça, Assa-fétida, Alcaparra, Vitaminas C e E. LIBIFEME 60 PLUS é especialmente concebido para mulheres na pós-menopausa que sofrem de um desconforto íntimo cada vez maior, devido à redução/falta de lubrificação vaginal devido à menopausa. Os comprimidos LIBIFEME 60+ resultam do conhecimento e do poder da medicina tradicional à base de ervas (Assa-fétida e Alcaparra). Sendo rica em nutrientes e vitaminas à base de ervas (Vitamina A, B2, B8, D3 e E), LIBIFEME 60+ contribui para o bem-estar geral das mulheres na menopausa. LIBIFEME OPTIMAL é especificamente concebida para mulheres que sofrem de desconforto vaginal. LIBIFEME OPTIMAL óvulos vaginais ajudam a manter as defesas naturais da vagina e a melhorar a estabelecer a flora normal da vagina. Com a sua ação tópica protetora que é útil na prevenção e tratamento da secura vaginal, tanto de doenças inflamatórias como infeciosas da vagina, e em caso de irritação vaginal, queimadura e comichão também. Contém ingredientes ativos, tais como: Ácido Hialurónico, Ácido Láctico, Vitaminas A e E. Fontes: 10 formas de lidar com os sintomas da menopausa WebMd Tudo o que deve saber sobre a Menopausa Healthline. 13 de Janeiro de 2020 Visão geral. Menopausa. NHS. 29 de Agosto de 2018

Menopause: How to Survive It?

Menopause: How to Survive It?

Menopause is defined as the period in woman’s life when woman stops having periods and is no longer able to get pregnant naturally. It is caused by the natural process that occurs as the ovaries age and produce less reproductive hormones. Menopause is a natural part of ageing and is related with the decline of woman’s oestrogen levels. It usually begins between the ages of 45 – 55, but can develop before or after this age range. The median age for menopause is 51 but approximately 1% of women begin menopause before the age of 40. Menopause usually consists of three stages: Perimenopause. Perimenopause occurs before menopause and is a time when woman’s hormones begin to change because of preparation for menopause. This period can last for several months to several years. A woman may experience the following symptoms during perimenopause: menstrual periods may become irregular, periods may be late, menstrual flow may become heavier or lighter. Menopause starts when a woman experiences a lack of menstruation for one year. Some of the common symptoms for most of the women include: hot flushes, night sweats, vaginal dryness, difficulty sleeping, low mood or anxiety, reduced sex drive, problems with memory and concentration, weight gain, dry skin, headaches, racing heart, increased hair growth on the areas of the body such as face, neck or chest. Post menopause is a period starting after menopause has occurred. Most women experiencing menopause usually need to see their doctor to get help in dealing with symptoms caused by the menopause. However, according to Healthline, the following home remedies and lifestyle changes could help with symptoms caused by the menopause: Keeping cool and staying comfortable. Dress in loose, layered clothing, especially during the nighttime and during warm or unpredictable weather. This can help you manage hot flashes. Keeping your bedroom cool and avoiding heavy blankets at night can also help reduce your chances of night sweats. If you regularly have night sweats, consider using a waterproof sheet under your bedding to protect your mattress. Exercising and managing your weight. Reduce your calorie intake by 400 to 600 calories to help manage your weight. It is also important to exercise moderately for 20 – 30 minutes a day and this can help to increase energy, promote a better night’s sleep, improve mood, promote your general wellbeing. Communicating your needs. Talk to a therapist or psychologist about any feelings of depression, anxiety, sadness, isolation, insomnia, and identity changes. Supplementing your diet. Take calcium, vitamin D, and magnesium supplements to help reduce your risk for osteoporosis and improve energy levels and sleep. Practicing relaxation techniques. Practice relaxation and breathing techniques, such as yoga or meditation. Taking care of your skin. Apply moisturizers daily to reduce skin dryness. Quitting smoking. Stop smoking and avoid exposure to secondhand smoke. Exposure to cigarettes may make your symptoms worse. Debene carries out LIBIFEME line of products that provides a safe, healthy and effective way of supporting every woman’s intimate well-being. The LIBIFEME line includes the following products: LIBIFEME. It is specially designed for women experiencing less of even no pleasure during intimate moments, because of reduced or lack of vaginal lubrication. It contains active ingredients such as: Asafoetida, Caper, Vitamins C & E. LIBIFEME MENO 50 PLUS is specially designed for women experiencing ever-growing intimate discomfort, because of reduced or lack of vaginal lubrication due to menopause. LIBIFEME Meno 50+ tablets contain natural plant extracts that improve blood flow and sensitivity in the genital area and being rich in natural sources of phytoestrogens, improve the tonicity and hydration of the mucous membranes and skin, eventually reducing the symptoms of menopause. It contains active ingredients such as: Flaxseed, Asafoetida, Caper, Vitamins C & E. LIBIFEME 60 PLUS is specially designed for postmenopausal women experiencing ever-growing intimate discomfort, because of reduced/lack of vaginal lubrication due to menopause. LIBIFEME 60+ tablets encapsulate the knowledge and power of traditional herbal medicine (Asafoetida and Caper). Being rich in herbal nutrients and vitamins (Vitamin A, B2, B8, D3 and E), LIBIFEME 60+ contributes to the general well-being of post-menopausal women. LIBIFEME OPTIMAL is specifically designed for women experiencing vaginal discomfort. LIBIFEME Optimal vaginal ovules help maintain the natural defences of the vagina and enhance the recovery of the normal vaginal flora. With its protective topical action is useful in the prevention and treatment of vaginal dryness, of both inflammatory and infective diseases of vagina, and in case of vaginal irritation, burning and itching as well. It contains active ingredients, such as: Hyaluronic Acid, Lactic Acid, Vitamins A and E. Sources: 10 Ways to Deal With Menopause Symptoms WebMd. Everything You Should Know About Menopause Healthline. 13 January 2020 Overview. Menopause. NHS. 29 August 2018

A Saúde intestinal e o Corpo Humano

A Saúde intestinal e o Corpo Humano

O sistema digestivo é muito complexo e extremamente importante para a saúde humana em geral. Muitos estudos comprovaram a relação entre a saúde intestinal e o sistema imunitário, o humor, a saúde mental, as condições da pele e outros aspetos da saúde. De acordo com a Healthline, o termo "microbiota intestinal" refere-se especificamente aos microrganismos que vivem nos intestinos. Em média, cada pessoa tem cerca de 300 a 500 espécies diferentes de bactérias no seu aparelho digestivo. Muitos destes microrganismos são benéficos e essenciais para um corpo saudável. De acordo com o Dr. E.M. Quigley no seu estudo sobre bactérias intestinais no Journal of Gastroenterology and Hepatology, a presença de uma grande variedade destas bactérias boas no intestino pode fortalecer as funções do seu sistema imunitário, melhorar os sintomas de depressão, ajudar a combater a obesidade, e fornecer inúmeros outros benefícios. A saúde intestinal pode ser afetada por elevados níveis de stress, dormir pouco, alimentação á base de comida processada com alto teor de açúcar ou pela toma de antibióticos. Todos estes fatores podem danificar a nossa flora intestinal. De acordo com a Healthline, estes danos, por sua vez, podem afetar outros aspetos da nossa saúde, como o cérebro, o coração, o sistema imunitário, a pele, o peso, os níveis hormonais, a capacidade do corpo absorver nutrientes, e até mesmo ao desenvolvimento de cancro. A Healthline recomenda prestar atenção aos seguintes sinais, que indicam que o seu intestino não é saudável: Dor de estômago. Todos os distúrbios como gases, inchaço, prisão de ventre, diarreia e azia podem ser sinais de um intestino pouco saudável. Uma dieta rica em açúcar. Uma dieta rica em alimentos processados e açúcares adicionados pode diminuir a quantidade de bactérias boas no seu intestino. Alguns estudos mostram que grandes quantidades de açúcares refinados estão ligadas ao aumento da inflamação. Alterações de peso. Ganhar ou perder peso sem fazer alterações na sua dieta ou hábitos de exercício pode ser um sinal de um intestino pouco saudável. Distúrbios do sono ou fadiga constante. Um intestino pouco saudável pode contribuir para distúrbios do sono, como insónias ou sono fraco, e, portanto, levar a fadiga crónica. A maior parte da serotonina do corpo, uma hormona que afeta o humor e o sono, é produzida no intestino. Desta forma, danos intestinais podem prejudicar a sua capacidade de dormir bem. Irritação cutânea. Distúrbios da pele como o eczema podem estar relacionadas com um intestino debilitado. A inflamação no intestino causada por uma dieta pobre ou alergias alimentares pode causar um aumento "de fugas" de certas proteínas para fora do corpo, o que por sua vez pode irritar a pele e causar distúrbios como o eczema. Doenças autoimunes. Médicos investigadores estão continuamente a encontrar novas evidências do impacto do intestino no sistema imunitário. Julga-se que um intestino pouco saudável pode aumentar a inflamação crónica e alterar o bom funcionamento do sistema imunitário. Intolerâncias alimentares. As intolerâncias alimentares são o resultado da dificuldade em digerir certos alimentos (isto é diferente de uma alergia alimentar, que é causada por uma reação do sistema imunitário a certos alimentos). Pensa-se que as intolerâncias alimentares podem ser causadas pela falta de bactérias saudáveis no intestino. Existem algumas evidências de que as alergias alimentares também podem estar relacionadas com a saúde gastrointestinal. Algumas literaturas sobre uma melhor saúde gastrointestinal oferecem as seguintes dicas: Faça uma dieta alta em fibra. Limite os alimentos ricos em gordura, mas inclua alguma gordura saudável (salmão, abacate, etc.) na sua dieta. Escolha carnes magras para obter mais proteína. Inclua probióticos e pré-bióticos na sua dieta. Respeite horários de refeição. Coma devagar. Beba mais água. Elimine maus hábitos: fumar, excesso de cafeína e álcool. Faça exercício regularmente. Reduza o stress. Durma o suficiente. De acordo com a Healthline, deve consumir os seguintes alimentos para a sua saúde gastrointestinal: 1. Alimentos ricos em fibra como por exemplo: leguminosas, feijão, ervilhas, aveia, bananas, bagas, espargos e alho-francês. Alguns estudos demonstraram um impacto positivo destes alimentos na saúde intestinal. 2. Alho e cebola. Baseado em vários estudos, o alho e a cebola podem ter algumas propriedades anticancerígenas e propriedades que fortalecem o sistema imunitário. 3. Os alimentos fermentados como kimchi, iogurte, miso e kefir são grandes fontes dietéticas de probióticos. 4. Os alimentos que potenciam o colagénio, como o caldo de osso e o salmão, podem ser benéficos para a saúde geral e intestinal. A Debene contém PROLACTON, PROLACTON PLUS, PROLACTON KIDS e PROLACTON TRAVEL. Estes são suplementos alimentares concebidos para restaurar a microflora e fornecer efeitos sinérgicos ao longo do trato gastrointestinal, melhorando o bom funcionamento digestivo e o sistema imunitário. PROLACTON proporciona os seguintes efeitos benéficos: Equilíbrio gastrointestinal e intestinal Suporte à imunidade e recuperação após tratamento com antibióticos Desintoxicação, apoio durante as micoses e tratamento de candidíase Proteção contra micoses e infeções por fungos PROLACTON contém: 10 estirpes específicas de Lactobacillus e Bifidobacterias Bactérias pré-bióticas Vitamina C Fontes: O que é um intestino debilitado? Como a saúde intestinal nos afeta Healthline. 25 de Agosto de 2020 11 Sugestões para uma melhor saúde digestiva Everyday Health. 13 de Maio de 2020

Gut Health and the Human Body

Gut Health and the Human Body

The human gut is very complex and extremely important to overall human health. Many studies demonstrate links between gut health and the immune system, mood, mental health, skin conditions and other aspects of health. According to Healthline, the term “gut microbiome” refers specifically to the microorganisms living in your intestines. On average, each person has about 300 to 500 different species of bacteria in their digestive tract. Many of these microorganisms are beneficial and necessary for a healthy body. According to Dr. E. M. Quigley in his study on gut bacteria in the Journal of Gastroenterology and Hepatology, having a wide variety of these good bacteria in your gut can enhance your immune system function, improve symptoms of depression, help combat obesity, and provide numerous other benefits. Gut health might be impacted by high stress levels, too little sleep, eating processed and high-sugar foods or taking antibiotics. All these factors can damage our gut microbiome. According to Healthline, this in turn may affect other aspects of our health, such as the brain, heart, immune system, skin, weight, hormone levels, ability to absorb nutrients, and even the development of cancer. Healthline recommends paying attention to the following signs showing your gut is unhealthy: Upset stomach. All the disturbances like gas, bloating, constipation, diarrhea, and heartburn can be signs of an unhealthy gut. A high-sugar diet. A diet high in processed foods and added sugars can decrease the amount of good bacteria in your gut. Some of the studies show that high amounts of refined sugars are linked to increased inflammation. Unintentional weight changes. Gaining or losing weight without making changes to your diet or exercise habits may be a sign of an unhealthy gut. Sleep disturbances or constant fatigue. An unhealthy gut may contribute to sleep disturbances such as insomnia or poor sleep, and therefore lead to chronic fatigue. The majority of the body’s serotonin, a hormone that affects mood and sleep, is produced in the gut. So gut damage can impair your ability to sleep well. Skin irritation. Skin conditions like eczema may be related to a damaged gut. Inflammation in the gut caused by a poor diet or food allergies may cause increased “leaking” of certain proteins out into the body, which can in turn irritate the skin and cause conditions such as eczema. Autoimmune conditions. Medical researchers are continually finding new evidence of the impact of the gut on the immune system. It’s thought that an unhealthy gut may increase systemic inflammation and alter the proper functioning of the immune system. Food intolerances. Food intolerances are the result of difficulty digesting certain foods (this is different than a food allergy, which is caused by an immune system reaction to certain foods). It’s thought that food intolerances may be caused by poor quality of bacteria in the gut. There is some evidence that food allergies may also be related to gut health. Some literature on better digestive health provides the following tips: Eat a high – fiber diet. Limit foods that are high in fat, but include some healthy fat (salmon, avocado etc.) in your diet. Choose lean meats to get more protein. Include probiotics and prebiotics into your diet. Eat on schedule. Eat slowly. Drink more water. Skip the bad habits: smoking, excessive caffeine and alcohol. Exercise regularly. Manage stress. Get enough sleep. According to Healthline, you should consume the following food for your gut health: 1. High – fiber foods such as legumes, beans, peas, oats, bananas, berries, asparagus, and leeks. Some studies have shown a positive impact of these foods on gut health. 2. Garlic and onion. Based on various studies, garlic and onion may have some anti-cancer and immune system-enhancing properties. 3. Fermented foods such as kimchi, yogurt, miso and kefir are great dietary sources of probiotics. 4. Collagen-boosting foods such as bone broth and salmon may be beneficial to overall health and gut health specifically. Debene carries PROLACTON, PROLACTON PLUS, PROLACTON KIDS and PROLACTON TRAVEL. These are food supplements designed to restore microflora and provide synergistic effects along the gastrointestinal tract, improving proper digestive functioning and the immune system. PROLACTON provides beneficial effects for: Gastro-intestinal and intestinal microflora balance Immunity support and restoration after antibiotic treatment Detoxification, support during mycoses and candida treatment Protection against mycoses and yeast infections PROLACTON contains: 10 specific strains of Lactobacillus and Bifidobacteria Prebiotic bacteria Vitamin C Sources: What’s an Unhealthy Gut? How Gut Health Affects You Healthline. 25 August 2020 11 Tips for Better Digestive Health Everyday Health. 13 May 2020